sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Todos os Prazeres (A Ressurreição)

Talvez um dos posts mais tristes que escrevi neste blog foi uma história real de um casal fantástico, Beth Calasans e Mark Walton, que criaram o restaurante Todos os Prazeres, em Arraial do Cabo. Convivi com o casal, com sua gastronomia criativa e seu humor inglês, por muitos verões (primaveras, outonos...), e a última notícia que tive deles, em 2006, foi de um fim trágico em pleno tsunami de 2004. Clique aqui para o post original, que escrevi em fevereiro de 2009.
 Agora neste início de 2010, recebi um email que me trouxe um desfecho inesperado para o assunto. Minha primeira reação foi de incredulidade; trocamos outros emails; e o estilo é inconfundível, há detalhes que não são de conhecimento geral, e o tracking que faço no blog confirma acessos vindos da Inglaterra.
Assim, a versão da morte de Beth e Mark se comprovou (felizmente!) um boato, provavelmente com intenções maldosas, mas que se espalhou por Arraial e por todos que conheceram Todos os Prazeres. E que, para desmentí-lo, nada melhor que transcrever parte dos emails recebidos:
 
dear jozias,
antes de mais nada esta não é uma mensagem do além, simplesmente da Inglaterra, onde nós dois estamos bem, ao contrário das noticias da morte em tsunami. Obrigado por seu blog sobre Todos os Prazeres! (onde descobri seu email), você sempre foi muito gentil e querido. Soubemos de nossas mortes antecipadas quando Arraial fez um festival de gastronomia em homenagem a nossa memória. Trabalhamos para outros agora, nunca tivemos o saco de refazer um restaurante tudo de novo, preferindo gastar tudo que ganhamos em viagens. Moramos em (..., na Inglaterra), na beira mar (gelado), mas bonito, porém um pouco monótono. Valeria a pena você fazer uma visita qualquer dia. Só trabalhamos à noite, deixando os dias livres para andar a pé e de canoa.
Desculpa termos tirado um pouco do misterio e tragédia das nossas mortes predatadas, provavelmente quando acontecer, tomara que em um dia bem distante (se o álcool permitir), vai ser uma coisa medíocre e comum. Ficamos honrados com o seu blog, deixa tudo como está, so inclui a  nossa ressurreição. Quando lemos, relembramos dos muitos dias felizes que passamos em sua companhia em um Arraial mais tranquilo e ainda pouco estragado.
(...) Incrível como nemhum dos donos dos restaurantes onde a gente trabalha (na Inglaterra) jamais ficaram curiosos em saber o que nós fizemos de comida no Brasil, mesmo o Brasil continuando com a imagem, para os ingleses, mais quente, um sinonimo de tudo gostoso. (...)
Mil beijos
Mark Walton e Lizabeth Calasans

O referido é verdade e dou fé. Ou, como diria outro inglês, All's Well That Ends Well.

4 comentários:

helia_pamplona disse...

Hoje fiz um comentário sobre a postagem original, "acreditando" que os criadores do "Todos os Prazeres" tinham morrido em um tsunami. Isso é o que dá uma rápida pesquisa no google para descobrir o nome de um restaurante em Arraial do Cabo no horário de trabalho... Mas, valeu! Acabei conhecendo o seu blog! Abraço. Helia.

R.Pagano disse...

Muito bom saber que estão bem.
Quando achei este "A Ressurreição" pensei que eles tinham retornado para Arraial do Cabo.
Por favor, avise ao casal que até hoje nao encontrei lugar e pratos melhores. Nunca gostei de nada do mar mas lá eu experimentava, e gostava, de todos os pratos.
Frango ao chocolate era o meu favorito
Tenho ainda hoje um cardápio do restaurante que ganhei deles, que é tão original quanto os pratos servidos.

abraço. Renato Pagano

LB disse...

Jozias, eu também fui frequentadora do Todos os Prazeres desde fedelha. Terminávamos os almoços de domingo em um sambinha na Prainha. Mamãe era esse personagem que sabia aproveitar as pequenas delícias da vida. Agora volto a Arraial do Cabo e procuro saber do restaurante, e por fim encontro o seu blog. Que casualidade! Parece que algumas pessoas que trabalham lá agora são parte de Sol na Cozinha. Alguma ideia?

Jozias Benedicto disse...

LB, de repente frequentamos o almoço de domingo no Todos os Prazeres na mesma época... Mas como não tenho ido a Arraial há muito tempo, perdi o contato com aquele pessoal bacana que trabalhava lá, lembro especialmente da Regina, uma menina super bonita e simpática, não sei te dizer se estão neste Sol na Cozinha! Abraços!