sexta-feira, 22 de julho de 2005

Thesouro da Juventude

Ele fez a minha cabeça, quando criança, e também a cabeça de milhares de "baby-boomers": o Thesouro da Juventude. Uma enciclopédia ilustrada que apresentava ciência, arte, religião, história, literatura, diversão, e principalmente muita ideologia e moral da época, com muitas ilustrações e um estilo fácil e agradável. Para as crianças pré-internet ele era tudo, a fonte do saber, o companheiro, o mestre.
Os meus (capa azul) eu já perdi nas muitas mudanças e altos e baixos pelos quais minha família passou. Mas há uns 10 anos comprei em um ambulante de livros uma coleção, mais antiga que a minha (de capa marrom). O objetivo: um pouco a madeleine de Proust, relê-lo, reviver minha infância... Mas não fiz nada, pouco tempo, a informação defasada e o estilo que agora me parecia ridículo, reduziram a coleção a um trambolho em uma estante em meu quarto.
Até que agora eu me encantei de novo por ele. Estou abordando-o, de outras formas. Uma delas é o BLOG que abri, com trechos dele. Um a cada dia. Iniciando com a pergunta filosófica básica: "Por que morremos?" (do "Livro dos Porquês"). E apresentando: transcendência, boas intenções, literatices, racismo, otimismo, machismo, tudo o que fez o pano de fundo ou a super-estrutura dos anos 1950, 1960...
Hoje anacrônico, ele nos mostra um século que se acabou mas que de certa forma está presente no novo século marcado pela queda das torres gêmeas. E ver este mundo no microscópio que pretende ser este BLOG é de certa forma relativizar as certezas deste século em que estamos e que é tão cheio de certezas.
Endereço do BLOG:
http://thesouro.blogspot.com/

Um comentário:

bridget15bryon disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.